Quarteto de cordas Op.18 no.1 de Ludwig van Beethoven

O colossal Beethoven dispensa apresentações. Este seu segundo quarteto para cordas que está em Fá Maior, apesar de estar nomeado como no.1, é dos mais belos que existem. Pertence a uma série de seis quartetos que tiveram a sua primeira performance entre 1798 e 1800 e que foram publicados em 1801 em Viena. Na sua versão inicial, este quarteto foi dedicado ao príncipe Lobkowitz (cuja participação na vida de Beethoven poderão visualizar clicando sobre o nome).

Segundo Karl Amenda, amigo do compositor, o segundo dos quatro movimentos, nomeado Adagio affettuoso ed appassionato, foi inspirado na cena funerária de Romeo e Julieta do aclamado William Shakespeare. O quarteto foi arduamente revisto entre a primeira versão que Amenda recebeu e a segunda versão enviada um ano mais tarde para publicação. Uma das modificações foi cambiar o nome Adagio molto do segundo movimento para o descrito acima. Tais modificações foram explicadas por Beethoven da seguinte maneira:

“Tenha cuidado para que esse quarteto não caia nas mãos de ninguém, porque eu fiz umas alterações drásticas. Só agora é que eu aprendi a escrever quartetos; e você irá notar a diferença quando recebê-las.”

E agora aqui por baixo temos a interpretação do Quarteto Alban Berg na Vienna Konzerthaus. É Beethoven, é lindíssimo!

Anúncios