Capriccio para oboé e onze cordas de Krzysztof Penderecki

Nascido em 1933 na Polónia, Krzysztof Penderecki é um compositor de música da vanguarda. Aclamado mundialmente no campo musical, as suas composições, no início da sua carreira, exploraram novas virtudes musicais e, numa fase posterior, o  compositor optou pelo conservadorismo usando o tonalismo com elementos atonais.

A obra que vos apresento aqui para oboé solo e um agrupamento de cordas foi composta em 1965. É de realçar o modo extravagante como são explorados os timbres dos instrumentos. As cordas conseguem chegar a funcionar como percussão e acompanham de um modo tão variado o oboé que exibe as suas qualidades virtuosísticas pelo staccato, pelo grande exercício de dedos que é obrigado a produzir, pelos glissandos  e sons extranhos produzidos com a ajuda da sua embocadura, pelo explorar da altura dos sons e pelos trémolos rápidos. As cordas, por si só, não apresentam um mero acompanhamento, mas são como uma segunda atmosfera que se eclode dentro daquela que o paganini do oboé está a criar.

Anúncios